5 mitos que costumam impedir os primeiros passos na música

tiago pereira

Postado por tiago pereira em 16 de agosto de 2016
Matérias

A música está presente na vida de quase todas as pessoas, seja de forma intensa, exercendo influência no humor e ditando o ritmo dos afazeres diários, ou “apenas” como aquela linguagem que remete a memórias, emoções etc.

 

 

Por se tratar de uma atividade tão apaixonante e envolvente, muitas pessoas cogitam iniciar o estudo de música, mas esbarram em mitos e acabam desistindo antes mesmo de começar. Vejamos algumas frases típicas de quem está super a fim de estudar algum instrumento, mas tropeça em falsos obstáculos.

 

 

1 – “Eu gostaria de cantar, mas não tenho voz”

 

Música

 

Ah, você não tem voz? Então, como está dizendo essa frase? O canto é a arte de utilizar a voz para emitir sons com divisões rítmicas e linhas melódicas definidas. O único pré-requisito para se aprender é (veja só) possuir voz. Pouquíssimas pessoas consideram o próprio timbre de voz bonito por natureza. Por outro lado, uma melodia cantada de modo correto dificilmente será “feia”, não importa o timbre de quem esteja a cantando. Ou seja, trabalhe a voz que você tem!

 

2 – “Eu trabalho demais, não tenho tempo para me dedicar”

 

Música

 

Calibre suas expectativas. Você adora Steve Ray Vaughan e gostaria de tocar blues como ele? Bem, então é melhor parar agora de fazer o que está fazendo, largar família e emprego e ir praticar. Mas, se fazer um som digno com os amigos ou até em uma banda semiprofissional já for o suficiente pra você, acredite: família e emprego não são seus principais obstáculos. Basta você superar o temor inicial e adquirir uma disciplina de duas horas semanais para que o resultado apareça, mesmo que em longo prazo. Nada impossível, não é?

 

3 – “Quero tocar bateria, mas não tenho coordenação motora”

 

Música

 

Para todas as atividades que exigem movimento do corpo  seu cérebro, em algum momento, desenvolveu as conexões necessárias. Acredite: antes de aprender a andar você “não tinha coordenação” para andar. Por isso caiu várias vezes. A necessidade e o estímulo o fizeram andar (assim como dirigir, escovar os dentes etc.). Desse modo, a coordenação necessária para tocar bateria também será desenvolvida paulatinamente, ao longo das aulas e dos treinos.

 

4 – “Eu gostaria de aprender algum instrumento, mas não tenho o dom da música”

 

Música

 

Esse é o mais comum – e mais infundado – obstáculo no qual as pessoas costumam esbarrar. Já dizia um pensador que o talento é a coisa mais misteriosamente distribuída entre os seres humanos. Não há muita explicação sobre quem e porque o tem. No entanto, disso não decorre que é necessário um dom especial para se aprender qualquer coisa. É claro que sempre haverá pessoas com maior ou menor facilidade no aprendizado, mas é a dedicação e a persistência que definem se alguém vai ou não tocar um instrumento, não um dom divinamente cedido no momento do nascimento.

 

5 – “Não tenho dinheiro para comprar o instrumento que gostaria”

 

Música

 

Muitas pessoas não começam a tocar guitarra porque não podem comprar “a guitarra do Slash”, como se a qualidade do instrumento definisse a velocidade do aprendizado. Querer escolher um instrumento caro para iniciar é um preciosismo desnecessário. Os níveis de discernimento que fazem o músico realmente perceber a diferença entre os instrumentos não costuma vir antes de dois anos de prática. Por isso, não rejeite o violão herdado do avô só porque está empoeirado. O primeiro passo posse ser dado com qualquer instrumento.

 

Você se identificou com algum desses mitos? Comente aqui no blog!

 

 

Comente via Facebook

COMENTEVIA FACEBOOK