Resolvemos os 4 motivos que te impediam de começar a cantar! - Arte Maior Escola de Música - Joinville/SC
Fusce vehicula dolor arcu, sit amet blandit dolor mollis nec. Donec viverra eleifend lacus, vitae ullamcorper metus. Sed sollicitudin ipsum quis nunc sollicitudin ultrices. Donec euismod scelerisque ligula. Maecenas eu varius risus, eu aliquet arcu. Curabitur fermentum suscipit est, tincidunt mattis lorem luctus id. Donec eget massa a diam condimentum pretium. Aliquam erat volutpat. Integer ut tincidunt orci. Etiam tristique, elit ut consectetur iaculis, metus lectus mattis justo, vel mollis eros neque quis augue. Sed lobortis ultrices lacus, a placerat metus rutrum sit amet. Aenean ut suscipit justo.
Eduardo Borba
Botão Menu Botão Fechar
Botão Informações Botão Fechar
Resolvemos os 4 motivos que te impediam de começar a cantar!
Postado por
Tanara Fagundes

Aprender a cantar é o sonho de muita gente, mas alguns mitos podem impedir as pessoas de apostarem nesta arte. E isso faz com que as pessoas desistam antes mesmo de começar.

Você já deve ter pensado ou falado esses mitos uma vez na vida. Por isso viemos tirar algumas dessas “desculpas” clássicas da frente para que você possa entender o que é realmente necessário para começar a cantar.

1. “Eu não sei cantar”

aprender a ler, escrever, falar, andar, enfim, praticamente tudo o que fazemos no nosso dia a dia foi aprendido.

A justificativa do “não sei cantar” pode ser a primeira que passa na cabeça de quase todas as pessoas que pensam em aprender a cantar. Isso porque, desde muito cedo, somos direcionados a acreditar que cantar é um “dom” e que a pessoa nasce sabendo.

Mas isso não é verdade! Cantar tem muito mais a ver com habilidade e treinamento do que com “dom”.

Cantar não é diferente de qualquer outra especialidade: é preciso esforço, dedicação e um bom instrutor. Assim, você não só aprenderá a cantar como irá se destacar na arte e encantar qualquer público com a sua voz. 

E vale lembrar que mesmo aquelas pessoas que tem uma facilidade maior para o canto, se não estudarem as técnicas certas e colocarem em prática os ensinamentos, vão acabar se frustrando com o resultado. 

2. “Mas eu tenho a voz feia”

Infelizmente não conseguimos escutar a sua voz daqui, mas podemos afirmar com certeza que os conceitos de “bonito” e “feio” são muito relativos e vai muito do gosto pessoal.

Você deve achar a sua voz feia por a ter escutado em uma gravação, mas saiba que no começo é normal acontecer um estranhamento e até achar a voz horrível. 

Mas tem um motivo para isso acontecer, é porque percebemos a nossa voz de maneira diferente que as outras pessoas escutam. Quando notamos o som da nossa própria voz enquanto cantamos ou falamos a percepção é um pouco diferente, pois ouvimos o som pela nossa estrutura óssea. Além disso, o som acaba sendo projetado para fora do corpo. Já quando escutamos a gravação, é o som puro.


Então no começo dos estudos e treinos musicais será normal que você estranhe ainda mais a própria voz. Fazendo aula de canto com um professor ele poderá explicar mais sobre esse processo e até passar dicas para que você comece a ouvir a sua voz de outra forma.

3. “E a timidez? Como cantar se sou tímido (a)?”

Ser tímido não impede de cantar. Claro que para soltar a voz precisa de um pouco de coragem, mas em algumas aulas de canto, você com certeza vai aprender a controlar isso.

E é possível ir aos poucos, você não precisa cantar em um estádio lotado logo no início. Primeiro tente cantar em frente ao espelho, ou se grave cantando, para assim observar as suas expressões faciais e corporais. Um próximo passo pode ser mostrar uma música que aprendeu aos amigos próximos e perguntar qual a opinião deles.

Além disso, o seu professor de canto também dará feedbacks sobre o seu comportamento enquanto canta, sempre incentivando a sua melhora.

Estamos acostumados a pensar em cantores dominando os palcos, como o Freddie Mercury ou a Beyoncé, e imaginar que talvez essa seja a única forma de cantar para o público. 

Mas lembre-se de artistas como a Adele, Sia e até o Jim Morrison, que mesmo cantando parados – às vezes até de costas para a plateia – hipnotizam todo o tipo de público.

4. “E se eu for desafinado (a)?”

Antes de tudo é preciso entender alguns motivos básicos para que uma pessoa seja desafinada:

  • Falta de musicalização: quando a pessoa não tem conhecimento musical ela vai sentir dificuldades em cantar, e assim, desafinando;
  • Técnica de canto: a falta de técnica envolve a parte de respiração e suporte respiratório. Enquanto a pessoa não desenvolve a musculatura diafragmática, para sustentar a respiração, ela vai apresentar uma desafinação, muitas vezes em notas longas.

Notou um padrão? Os motivos da desafinação podem ser corrigidos com aulas de técnica vocal e treinamento. 

Na aula de canto você poderá fazer um trabalho vocal e treinar a sua percepção auditiva com um professor te guiando. O canto vai além da afinação, tendo mais conhecimento sobre a própria voz você pode modificar bastante a forma de cantar, e consequentemente, a qualidade e características da voz.

Deste modo, é possível sim trabalhar e melhorar a afinação, transformando as aulas de canto em momentos de prazer e diversão.

É por isso que é tão importante fazer aulas de técnica vocal em uma escola de música. É na aula que, além de aprender a cantar de fato, você irá aprender a postura correta, a respirar bem na hora de cantar, a encontrar a própria voz, a aquecer a voz, a entender a teoria de cantar e os ritmos. Além do que, à medida que você aprende, você passa a conhecer sua potencialidade e tirar sons incríveis com a voz. E isso, somente a técnica proporciona. 

Viu só? Tudo tem uma explicação ou uma solução. Agora é só você agendar uma aula experimental para aprender a soltar a voz sem medo!

Veja Outros
Posts
Voltar para a
listagem do Blog
Procurando nossos
cursos infantis?
Acesse aqui e veja todos